Imagem--------------------------------------------------Imagem

Review de jogos para PSVita!

Avatar do usuário
Stranger_Eddie
Moderador - PSP
Moderador - PSP
Mensagens: 4641
Registrado em: 12/07/2009
Reputation: 0
Consoles: Portable + Emulators = Epic!
Titulo: Godzilla Old School Gamer!
PSN ID: Stranger_Eddie

24/10/2012

Review de jogos para PSVita!
=====> TÓPICO EM ANDAMENTO <====

Quem quiser já ir criando seus reviews, POR FAVOR, SIGAM O PADRÃO DE MODELO DOS JOGOS DE PSP BASEANDO NESTE TÓPICO: :right: games-psp/review-de-jogos-para-psp-t1687.html
  • O que vai ter aqui??
    Aqui você vai encontrar uma lista de jogos.
    Na lista terá o nome do jogo, qual a categoria dele (se é ação, aventura ou RPG),
    até quantos players é possível jogar.
    Juntamente, terá links para um post mais detalhado, com vídeos e review do jogo.
    Em alguns jogos terá o link de discussão sobre o jogo (como no caso do MoHH que já se tem aqui)

    Quem quiser criar um review de algum jogo me manda uma MP que mando como deve ser montado essa review.
    Pois cheguei a conclusão que é melhor manter um padrão, assim mantém a qualidade e a quantidade de informação do review.


    Os meus posts serão um pouco diferente. Pois vou postar apenas jogos japoneses que não requer a compreensão da linguá (como jogos de luta).
    Vou cria-los como se fosse um mini-manual do jogo, explicando em geral as regras e seus comandos. ;)
  • [REGRAS] Quando forem criar um review
    1. Quem quiser criar um review de algum jogo me manda uma MP que mando como deve ser montado essa review.
      Pois cheguei a conclusão que é melhor manter um padrão, assim mantém a qualidade e a quantidade de informação do review.
    2. Postem uma mensagem aqui (neste tópico) com o nome do jogo que está criando o review.
      O review deve ser postado no post em que postou o nome do jogo ;)
      Pois não tem cabimento duas pessoas postarem dois review do mesmo jogo. :?
    3. Uma vez postado o nome do jogo que irá criar, procure cumprir sempre.
      Se for desistir comunique algum moderador pedindo EDUCADAMENTE para que apague o post,
      claro, mandando o link do devido post a ser apagado.
  • Atenção a TODOS
    Não adianta pedir, chorar, espernear pedindo o link de onde baixar o jogo.
    Pois no fórum é PROIBIDO postar esses tipos de links. Fiquem cientes disso.
    Não façam escândalo pedindo para postar o link, aqui não rola isso.
==============Índice de jogos==============
Imagem

Avatar do usuário
Stranger_Eddie
Moderador - PSP
Moderador - PSP
Mensagens: 4641
Registrado em: 12/07/2009
Reputation: 0
Consoles: Portable + Emulators = Epic!
Titulo: Godzilla Old School Gamer!
PSN ID: Stranger_Eddie

24/10/2012

:right: PURE CHESS

Imagem

vou editando aos poucos...

Análise das DLCs...

Comprei todas as DLCs deste jogo e as que sairem também vou comprar...

Tratam-se de peças muito bonitas para vc jogar. Vamos a elas:

Battalion: Um modelo mais simples (atualmente outubro/2012) é um download gratuito. São as peças mais simples do jogo, mas mesmo assim não deixam de ser bem feitas.
FotoShow
Imagem
Forest Pack: Peças inspiradas em um Xadrês de Lewis de séculos atrás, bem feitas.
FotoShow
Imagem
Halloween Chess Set: Tema Halloween, uma das minhas peças preferidas, muito detalhadas.
FotoShow
Imagem
Park Game Pack: Tema de animais, muito bem elaboradas com fundo de tela interessante.
FotoShow
Imagem
Temple: Tema referente ao Império Romano, as peças são maravilhosas (uma das mais belas do jogo), inclusive o fundo de tela também modifica baseado na arena do coliseu em ruinas! Belíssima.
FotoShow
Imagem

... Logo mais continuo o review! :y:
Imagem

Avatar do usuário
dnascimento
Usuário
Usuário
Mensagens: 1165
Registrado em: 20/05/2009
Reputation: 0
Consoles: 3DSXL, GBA SP, PSP, PSV, PS3
Titulo: Nya!
Live ID: MrNascimento
PSN ID: dnascimento
XLink Kai ID: dnascimento
Localização: Sampa - SP
Contato:

24/10/2012

:right: Rayman Origins

Imagem

:right: Jogabilidade
  • Single-player
    É necessário apenas uma jogada para platinar o jogo. No máximo você irá precisar voltar nas fases específicas para cumprir os objetivos de cada troféu.
:right: Funcionalidades do Vita Utilizadas
  • O jogo usa a tela de toque do vita para capturar Electoons, estourar bolhas e derrotar inimigos "inchados".
:right: Sobre o Jogo
  • Rayman Origins é um jogo de plataforma desenvolvido e publicado pela Ubisoft. O jogo foi lançado em 15 de Novembro de 2011 na américa do norte, 24 de Novembro de 2011 na Australia e 25 de Novembro de 2011 na Europa para Playstation 3, Xbox 360, Wii. O jogo foi lançado mais tarde para Playstation Vita, Nintendo 3DS e PC.
  • Foi desenvolvido também uma versão mobile do jogo chamada "Rayman Jungle Run" baseada no estilo do Rayman Origins. Foi lançado em 23 de Setembro de 2012 para iOS e 27 de Setembro de 2012 para dispositivos Android. Jungle Run exibe Rayman correndo automáticamente através de 40 levels, fazendo com que o jogador pule e de golpes através dos obstáculos, coletando o maior número possível de lums em cada level.

    Uma sequência do Rayman Origins será lançada para o Wii U sob o nome de Rayman Legends.

    Ambos os jogos (Legends e Jungle Run) usam o mesmo motor gráfico do Rayman Origins - O UbiArt Framework
:right: Enredo
  • No Glade of Dreams (um mundo criado pelo misterioso Bubble Dreamer), Rayman, seu melhor amigo Globox e alguns amigos Teensy estão descansando no lugar chamado Snoring Tree (Ago como Arvore roncadora - na tradução livre). Entretanto, seus roncos acabam incomodando uma velhinha da Land of Living Dead (Terra dos mortos vivos - na tradução livre), que acaba se vingando ao enviar um exército malígno de criaturas horrorosas através do mundo, capturando os Electoons que vivem no mundo, prendendo Betilla e Nymph e suas irmãs e mergulhando Glade of Dreams no absoluto caos.
  • Como resultado, esse grande desastre faz com que o Bubble Dreamer enlouqueça, tendo vários pesadelos.
    Embora capturados, Rayman e seus amigos conseguem escapar e agora possuem a tarefa de juntar Electoons suficientes para restaurar o Glade of Dreams, resgatando as fadas no caminho.
:right: O que eu acho do jogo
  • Meu primeiro contato com o Rayman Origins foi com o Demo do PS3, me apaixonei na hora pelo jogo. Adoro jogos de plataforma e passei boa parte da minha infância jogando jogos do Mario. Pouco tempo depois fiquei sabendo que esse jogo seria lançado também para o vita e na hora tive certeza que esse seria um jogo perfeito para ele. Decidi esperar para comprar o jogo quando comprasse o vita.

    Quando tive a oportunidade de comprar o vita, comprei junto o Rayman Origins e o jogo conseguiu exceder todas as minhas expectativas: O jogo é lindo na tela do vita, perfeito para jogar em qualquer lugar e acima de tudo, muito divertido.

    O jogo tem aquele ar Old School que me fez jogar com um sorriso no rosto o tempo inteiro, como se eu estivesse jogando novamente algo que joguei há muito tempo. A mecânica do jogo é simples: Corra da esquerda pra direita, derrotando inimigos, coletando os Electoons e lums, procurando os ítens escondidos no cenário. Conforme você libera as fadas, elas te dão novos poderes para que você consiga continuar sua jornada.

    Além das fases normais, existem outros modos de jogo:
    - Um em que você persegue um baú para conseguir um dente. Ao conseguir 10 dentes você consegue acesso a Land of Living Dead.
    - Time attack: Aonde você precisa terminar a fase dentro de um tempo específico.
  • Avaliação do jogo (0 a 10)
  • Jogabilidade: 10 - Perfeita, lembra jogos de plataforma old-school.
  • Gráficos: 10 - Ótimos gráficos, ainda mais na tela do vita.
  • Audio: 10 - Que trilha sonora. Perfeita para ambientação, além de ser muito divertida. Já baixei o OST.
  • Diversão: 10 - Adorei o jogo e mesmo depois que terminei fiquei com gosto de quero mais.
  • Desafio: 8 - O jogo não é difícil, mas isso não tira o brilho do jogo.
    • Prós: Ótimo jogo, super divertido com uma ótima combinação de visual e trilha sonora.
    • Contras: O port do jogo para o PSV fez com que o multiplayer cooperativo fosse removido, mas não é algo que estraga a diversão
Editado pela última vez por dnascimento em 03/12/2012, em um total de 7 vezes.

Avatar do usuário
diogojsv
Usuário
Usuário
Mensagens: 108
Registrado em: 14/01/2010
Reputation: 0
Consoles: PS Vita, Nintendo 3DS.
Titulo: M=21:22
PSN ID: diogojsv_26

03/12/2012

:right: Assassins Creed 3: Liberation
Imagem


:right: Jogabilidade
  • 1 Jogador Single-Player – Multiplayer Tosco
    A jogabilidade de Liberation é semelhante aos seus antecessores (principalmente o 1º jogo da série), é um jogo de ação e aventura em terceira pessoa que se concentra em lutas, roubos, assassinatos, e ajudar velhinhas, ops, escravos e libertá-los das opressões da época.
:right: Sobre o Jogo
  • Assassin’s Creed 3: Liberation é um jogo de ação-aventura desenvolvido pela Ubisoft Montreal exclusivamente para o Sony PlayStation Vita. Assassin’s Creed 3: Liberation é o 1º título da série Assassin’s Creed a mudar o protagonista, sendo agora uma assassina, isto mesmo, uma “muié”.
    Liberation faz uso das telas táteis do Vita, das câmeras e do giroscópio. Isto inclui combate distinto, interação de personagens, resolver enigmas e controles transversais. Ao conectar o jogo ao Assassin's Creed III, o jogador receberá uma versão do tomahawk de Connor, uma roupa exclusiva, uma personagem para o multiplayer e melhoramento para todas as bolsas de munições.
    O jogo usa o mesmo motor gráfico de Assassin's Creed III, permitindo a mesma experiência de jogabilidade como a versão dos consoles. Aveline também terá um novo conjunto de animações, assim como a capacidade de usar armas, como a nova zarabatana, bem como as já familiares espadas, facas, pistolas e a lâmina oculta
:right: Enredo
  • Liberation decorre em Nova Orleans, entre 1765 e 1780, na linha de tempo entre o fim da Guerra Franco-Indígena e meados da Revolução Americana. O jogo segue a história de Aveline de Grandpré, uma mulher Assassina de descendência Africano-Francesa. Aveline é recrutada para a Irmandade dos Assassinos por Agate, uma escrava fugitiva, que atua como sua mentora. O enredo desenvolve-se em volta da prática cultural plaçage, onde homens franceses e espanhóis ricos arranjavam casamentos com mulheres de descendência africana, indiana ou crioula, permitindo assim a essas mulheres e aos seus filhos ganharem poder e posições de relevo na sociedade.

    "The Bayou" (parecido com The Frontier em Assassin's Creed III), casa de crocodilos e vilões, será o lugar que os jogadores poderão visitar no jogo, assim como atravessar o Golfo do México até o México.

    Liberation não é visto através das memórias de Desmond Miles, o protagonista da série; mas sim um "produto" criado pelo Abstergo. Aveline irá cruzar-se com Connor Kenway durante o jogo.
:right: O que eu acho do jogo
  • O jogo em si possui uma jogabilidade muito parecida com o Assassin’s Creed dos consoles, principalmente o 1º. Os gráficos desse jogo são bem bonitos, provando que o PSVita pode ter um enorme potencial gráfico quando bem explorado. Esse é um jogo indispensável, principalmente para os amantes da série.
  • Avaliação do jogo (0 a 10)
    • Jogabilidade: 8 - Muito semelhante aos jogos lançados para os consoles, porém achei bem melhor que nos consoles, Aveline está bem solta e rápida.
    • Gráficos: 9 – Não chega a ser um Uncharted, mas é bem bonito.
    • Audio: 6 – Repetitiva e por vezes pára do nada, mas dá um certo clima de suspense ao jogo. Edit: com a atualização 1.02 os sons são absurdamente melhorados, passando a nota de 6 para 8.
    • Diversão: 8 - A duração do jogo é muito curta (parece que os jogos da geração atual sofrem desse mal). Em contrapartida o jogo é bem divertido, com missões bem elaboradas.
    • Desafio: 7 – O desafio é realizar as missões dentro das condições que o jogo pede, para fazer uma missão, digamos, perfeita, mas quando você não realiza os requisitos, mesmo assim conclui a missão. Então o desafio é você quem escolhe se faz ou não.
  • Prós: O jogo é muito fiel ao outros títulos de Assassin’s Creed, principalmente o enredo.
  • Contras: O jogo é muito curto, você acaba rápido e fica com aquele "gostinho de quero mais e chorando por não ter mais".
Editado pela última vez por diogojsv em 04/12/2012, em um total de 3 vezes.

Avatar do usuário
dnascimento
Usuário
Usuário
Mensagens: 1165
Registrado em: 20/05/2009
Reputation: 0
Consoles: 3DSXL, GBA SP, PSP, PSV, PS3
Titulo: Nya!
Live ID: MrNascimento
PSN ID: dnascimento
XLink Kai ID: dnascimento
Localização: Sampa - SP
Contato:

03/12/2012

:right: Urban Trial Freestyle

Imagem

:right: Jogabilidade
Single player
O jogo possui comparação de melhor pontuação e tempo via scoreboard.
Editado pela última vez por dnascimento em 19/03/2013, em um total de 2 vezes.

Avatar do usuário
diogojsv
Usuário
Usuário
Mensagens: 108
Registrado em: 14/01/2010
Reputation: 0
Consoles: PS Vita, Nintendo 3DS.
Titulo: M=21:22
PSN ID: diogojsv_26

04/12/2012

:right: Need For Speed Most Wanted
Imagem



:right: Jogabilidade
  • 1 Jogador Single-Player – Multiplayer Muito Divertido.
    A jogabilidade de Need For Speed Most Wanted foi copiada de Burnout, mostrando que realmente quem fez essa bagaça foi a Criterion. É um jogo de corrida, com bastante ação nas pistas, mundo aberto e se concentra em rachas, fugas da polícia e desbancar uma espécie de lista negra como no 1º jogo.
:right: Sobre o Jogo
  • Need For Speed Most Wanted é um jogo de corrida desenvolvido pela Criterion e distribuído pela EA. O jogo é o mesmo que a versão para consoles, com a vantagem de jogar em todos os lugares, bastando levar o seu brinquedo.

    Need For Speed Most Wanted tem sido visto com maus olhos, isso porque onde a empresa queria acertar, errou: o nome Most Wanted não se encaixa bem aqui, pois o jogo é uma mistura de Burnout e Need for Speed. Mas isso não significa que é ruim, pelo contrário, é o melhor dos 2 mundos.

    O Autolog 2.0 prova ser mais do que um mero placar online e transforma "Most Wanted" em uma experiência social imperdível.
    Como é uma cópia quase fiel dos consoles, esqueça as funcionalidades do PSVita aqui. Mas não vejo pôrque tela sensível ao toque num jogo de corrida.

    Most Wanted" oferece muito conteúdo: uma cidade enorme, sem nenhuma área restrita, cerca de 120 carros espalhados pelo mapa, todos disponíveis para você - depois que encontrá-los - outdoors para quebrar, portões para derrubar e sensores de velocidade esperando pelo seu melhor tempo.
    No multiplayer, acrescente também pequenas gincanas - como uma competição em que os checkpoints estão no terraço dos prédios e é preciso subir até lá antes de prosseguir na corrida - o que resulta em vários pilotos tentando saltar pelos telhados e se espatifando lá embaixo.

    :right: Enredo
    • Simplesmente inexiste, você já começa o jogo com um carro na rua e já pode começar a correr, quando achar outros carros nas ruas é só chegar perto e pular para começar a jogar com ele.
    :right: O que eu acho do jogo
    • O jogo em si possui uma jogabilidade excelente, controle dos carros, alta velocidade arcade, porém um pouco mais difícil para segurar o carro numa curva a 50000000 km/h. Os gráficos são de encher os olhos, só perde um pouco para os consoles em alguns detalhes como quantidade de carros nas ruas e partículas de fumaça e poeira. Mais uma vez o PSVita provando seu enorme potencial gráfico.
      Esse é um jogo que em minha opinião é indispensável, em especial para os amantes da velocidade (não-simulação) ARCADE.
    • Avaliação do jogo (0 a 10)
      • Jogabilidade: 10 – Expetacular, simples assim.
      • Gráficos: 9,5 – Só perde para o igualmente incrível Wipeout 2048. Mas o diferencial aqui são os cenários caprichadíssimos.
      • Audio: 10 – Playlist, sons de motores e detalhes incríveis.
      • Diversão: 9 - A duração do jogo é muito grande. É muito conteúdo para explorar. São muitos carros para encontrar, derrapagens inacreditáveis, saltos cinematográficos e muita velocidade. Mas algumas missões repetitivas.
      • Desafio: 8 – É aqui que “neguinho” reclama. Mas o grande desafio é a lista de 10 carros pra lá de especiais. Você faz as missões com carros no jogo, e vai destravando a lista, porém mesmo depois de ganhar a corrida, fuga da polícia, ou seja lá qual desafio, contra um oponente da lista, você tem que correr atrás do lazarento para bater nele até dar um crash no safado, daí então o carro é seu. Caso perca o carro de vista (os miseráveis são bem rápidos e pegam ruas alternativas, a partir do 5º) você começa a passear pela cidade (mundo aberto) quando de repente vê na cidade um ponto preto, pronto, é ele. Corra feito louco atrás do lazarento.
    • Prós: Muita coisa pra fazer, variedade de carros (muitos), cenário variado e belíssimo, perseguições e corridas sem a polícia (ufa), autolog, o melhor de Need for Speed e Burnout.
    • Contras: Difícil achar um contra neste jogo. Mas no meu ponto de vista tem 2.

      1º - Falta de Enredo Envolvente;
      2º - O nome Most Wanted no jogo.

      Mas será que isso é um problema para um portátil?
Editado pela última vez por diogojsv em 20/02/2013, em um total de 2 vezes.

Avatar do usuário
diogojsv
Usuário
Usuário
Mensagens: 108
Registrado em: 14/01/2010
Reputation: 0
Consoles: PS Vita, Nintendo 3DS.
Titulo: M=21:22
PSN ID: diogojsv_26

20/02/2013

:right: Call of Duty Black Ops: Declassified
Imagem



:right: Jogabilidade
  • 1 Jogador Single-Player – Multiplayer 4x4 bem divertido (quando funciona) e Modo AD-Hoc 4x4 (não testado).
    Call of Duty Black Ops: Declassified é um jogo de FPS (1ª pessoa) que retrata uma tal de Guerra Fria e “operações negras” (na tradução livre), tem objetivos bem distintos e 3 níveis de dificuldade para tentar dar uma “vida longa” ao game. Os gráficos sofreram um avanço em relação à Resistance: Burning Skies (mesma produtora) e agora estão com personagens melhores modelados, armas detalhadas, buracos de balas e iluminação muito boas, menus, npc’s não desaparecem após a morte, porém sofre do mesmo mal de Resistance, com cenários sem vida.
:right: Sobre o Jogo
  • Call of Duty Black Ops: Declassified é um jogo FPS desenvolvido pela Nihilistic Software e distribuído pela Activision. O jogo é uma versão exclusiva para o portátil da Sony que tinha a intenção de mostrar um bom FPS para um portátil, visto que esse gênero não é tão bem visto nos portáteis. Tinha também o objetivo de salvar as baixas vendas do PSVita, porém não foi exatamente o que aconteceu.
    Call of Duty Black Ops: Declassified tem sido alvo das mais severas críticas, isso se deve basicamente pelo seu modo Single Player muito curto. Eu disse muito curto? Curtíssimo. Eu disse curtíssimo? Super-Ultra-Hiper-Max-Mega Curtíssimo. São 45 minutos no Modo Single-Player (se jogar com perfeição, e sinceramente não sei como os sites ditos “especializados” terminaram em 45 minutos. Enfim...

    :right: Enredo
    • Essa é a pior parte do jogo. Call of Duty geralmente brilha em seu enredo e história, mas aqui falha. Nunca vi uma empresa ser tão boa em falhar neste quesito, falhou em Resistance e falhou aqui. Pelo jeito terão uma aposentadoria prematura.
    :right: O que eu acho do jogo
    • Eu gostei do jogo (isso mesmo, GOSTEI), que em si possui uma jogabilidade muito boa. Os controles funcionam bem, porém a tela sensível ao toque simplesmente não responde quando você quer, e sim quando o jogo quer. Supre a falta de um FPS de peso para o portátil (espero que a EA ensine a Activision com o Medal Of Honor, como foi no PSP).
    • Avaliação do jogo (0 a 10)
      • Jogabilidade: 7 – Os controles funcionam bem, mas a tela sensível ao toque estraga todo brilho, então cuidado ao jogar granadas e ataques corpo-a-corpo. Com os botões físicos não terão maiores problemas.
      • Gráficos: 7 – Não é exatamente a maravilha do PSVita, porém a Nihilistic parece que aprendeu com os erros de Resistance, pois agora os inimigos não desaparecem do nada, transformando a matança mais realista com corpos espalhados quando você atira nos “feladamãe”. Agora os cenários...
      • Audio: 7 – Na hora da ação o som é muito bom, porém alguns sons como os de granadas, mais parecem granadas de filme futurista, não fazem “boom” ou “pol”, e sim “tiuz”, com se tivesse laser dentro das granadas, provavelmente tirados dos sons de Resistance. Vamos ver isso aí Nihilistic, você tinha tudo pra dá certo, mas...
      • Diversão: 5 – Na verdade 8 quando joga a 1ª vez, porém irá se frustrar quando descobrir que as missões são curtas (total de 11), completando todas em menos de 1 hora, embora não sei como os carinhas fazem isso, (ou eu sou muito ruim em FPS ou os carinhas que são muito bons), estou tentando passar a 2ª fase no Veteran e os Nazis ficam malucos, atiram pra tudo que é lado.
        Há também um modo Hostile onde você deve sobreviver a uma onda de inimigos e armas mais poderosas. Não é um conceito novo, mas funciona bem, porém irá se frustrar de novo ao descobrir que também é curto. Aff...
      • Desafio: 8 – 4 se jogar no Regular, pois a IA fica idiota, tipo de costas pra você, é simplesmente ridículo com as técnicas de programação atuais. Porém quando se põe no modo Veteran, aí a coisa esquenta, 2 ou 3 tirinhos e você já era. E eles (NPC’s) vão atirar muito.
    • Prós: Gráficos bons, sentimento de fogo cruzado, clima de Call Of Duty, Multiplayer muito divertido (quando funciona).
    • Contras: Campanha Single Player ridiculamente pequena, muito curta mesmo, e Multiplayer que para entrar é um parto, você vai ficar muito chateado mesmo, e verá a agonia que é para o jogo entrar, e o pior, às vezes entra e quando você escuta o cenário verá a tela acima Saving e volta para o menu principal. Outras vezes você está dentro do jogo - atirando primeiro e perguntando depois - e aí... Saving, e volta para o menu principal. Nihilistic conserte isso pelamordedeus e terá uma chance do jogo ser bem legal. E aproveita e põe mais mapas.
      Outro detalhe, o preço. Simplesmente o jogo mais caro da PS Store ($49,99), nem Uncharted! O mínimo que a Sony deveria fazer, em respeito a seus clientes, era um contrato com a Activision (fora Nihilistic) para fazer um DLC com uma história de verdade, missões de verdade, e gratuito ou por um valor irrisório.

Responder
  • Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante